Cbuq, você sabe o que é?

Início » Cbuq, você sabe o que é?

Muito se fala em Cbuq, mas afinal, qual verdadeiro significado desse termo? Cbuq significa Concreto Betuminoso Usinado A Quente, e é resultado de uma mistura executada em usina apropriada. Composto de agregado mineral graduado, material de enchimento e ligante betuminoso, espalhado e comprimido a quente. Na usina, tanto agregado como ligante são previamente aquecidos para depois serem misturado.

O Cbuq é um dos tipos de revestimentos asfálticos mais utilizados nas vias urbanas e rodovias brasileiras. Os pavimentos são estruturas compostas por múltiplas camadas, sendo que o revestimento é a camada responsável por receber e auxiliar a carga dos veículos, além de servir de proteção contra o intemperismo – conjunto de processos mecânicos, químicos e biológicos que ocasionam a desintegração e a decomposição das rochas.

Transporte do Cbuq

O concreto deve ser transportado da usina ao ponto de aplicação, em caminhões basculantes apropriados.

Esses caminhões  devem ter caçambas metálicas robustas, limpas e lisas, lubrificadas com água  e sabão, óleo cru fino e  óleo parafínico ou solução de cal, de modo evitar aderência da mistura às chapas da báscula.

No trabalho em questão, a utilização de produtos susceptíveis de dissolver o ligante betuminoso (óleo, diesel e gasolina) não são permitidos. Quando necessário, para que a mistura seja colocada na pista a temperatura especificada, cada carregamento deverá ser coberto com lona de tamanho suficiente para proteger todo material.

Cbuq; Serviços preliminares

Tendo sido decorridos mais de 7 dias da execução da imprimação, tendo havido trânsito sobre a superfície imprimada, ou tendo sida da imprimação recoberta com areia, pó de pedra, entre outros, deverá ser feita uma pintura de ligação.

Cbuq; Distribuição e compressão da mistura

A temperatura de aplicação do cimento asfáltico deverá ser determinada para cada tipo de ligante, em função da relação temperatura/ viscosidade.  A temperatura conveniente é aquela na qual o asfalto apresenta uma viscosidade situada dentro da faixa de 75 a 150 segundos. Recomenda-se, preferencialmente, a viscosidade de 85 a 95 segundos. A mistura  não deverá deixar a usina com temperatura superior a 106ºC.

O espalhamento será efetuado por vibroacabadoras. Caso ocorram irregularidades na superfície da camada, as correções serão feitas pela adição manual de concreto betuminoso, sendo esse espalhamento efetuado por meios de ancinhos e rodos metálicos.

Imediatamente, após a distribuição do concreto betuminoso, será iniciado o processo de rolagem para compressão. A temperatura de rolagem deverá ser mais elevada que a mistura betuminosa possa suportar, sendo essa  temperatura fixada experimentalmente para cada caso.

A temperatura recomendável para a compressão da mistura é aquela na qual o ligante apresenta uma viscosidade Saybolt- Furol para cimento asfáltico ou uma viscosidade específica para o alcatrão.

Caso sejam empregados rolos de pneus, de pressão variável, inicia-se a rolagem com baixa pressão e aumenta-se a programação aritmética à medida que a mistura suporte pressões mais elevadas. A pressão dos pneus deve variar a intervalos periódicos adequando número de passadas de forma atingir o grau de compactação especificado.

A compressão será iniciada pelos bordos longitudinalmente, continuando em direção ao eixo da pista. Nas curvas, de acordo com a superelevação, a compressão deverá começar sempre do ponto mais alto pro ponto mais baixo. Cada passada de rolo deve ser coberta, na seguinte, de pelo menos, metade da largura rolada.

Durante a rolagem não são permitidas mudanças de direção e inversões bruscas na marcha, nem estacionamento do equipamento sobre o revestimento recém- rolado. As rodas do rolo deverão ser umedecidas adequadamente, de moda a evitar aderência da mistura.

Os revestimentos concluídos deverão ser mantidos sem transito até seu completo resfriamento.

Cbuq; Equipamentos

Os equipamentos utilizados devem ser examinados pela fiscalização, devendo estar de acordo com as especificações.

Construction workers lay asphalt on Westerville Road at Dempsey as roadway improvements near completion at the intersection. The changes are part of an improvement project at the I-270 interchange to upgrade the entrance road to Westerville, OH.

Cbuq; Equipamento para espalhamento

Para espalhar e acabamento serão utilizadas pavimentadoras acabadoras capazes de espalhar e conformar a mistura no alinhamento, cotas e abaulamento requeridos. As acabadoras deverão ser equipadas com parafusos para que as misturas fiquem bem nas faixas. Deverão ter dispositivos rápidos e eficientes de direção, além de marchas para frente e para trás. Serão equipados com alisadores e dispositivos para aquecimento dos mesmos, com controle de temperatura, para colocação da mistura sem irregularidades.

Cbuq; Equipamentos para compressão

Serão utilizados rolos pneumáticos e rolos metálicos liso ou vibratórios. Os rolos compressores deverão ter uma carga de 8 às 12t. Os rolos pneumáticos deverão ser dotados de pneus que permitam a variação da calibragem. O equipamento em trabalho deve ser suficiente para comprimir a mistura à densidade requerida, enquanto se encontrar em condições de realizar o trabalho.

Cbuq; Controle do espalhamento e compressão na pista

O controle da execução será exercido através de coletas de amostras, ensaios e determinações.

Cbuq; Temperatura de compressão na pista

Deverão ser efetuadas medidas de temperatura durante o espalhamento da massa imediatamente antes de iniciada a compressão. Essas temperaturas deverão ser as indicadas para a compressão, com uma tolerância de 5º.

O número de determinações das temperaturas de compressões será definido em função do risco de rejeição de um serviço de boa qualidade a ser assumido

Cbuq; Grau de compressão na pista

O controle de grau de compressão da mistura betuminosa deverá ser feito, preferencialmente medindo-se a densidade dos corpos de prova extraídos da mistura espalhada e comprimida na pista ou área por meio de brocas rotativas.