Como é produzido o cimento?

Início » Como é produzido o cimento?
Como é produzido o cimento?

cimento (derivada do latim cæmentum) é um aglomerante hidráulico que, em contato com a água, produz reação exotérmica de cristalização de produtos hidratados, ganhando assim resistência mecânica. É o principal material de construção usado como aglomerante. Raramente é usado sozinho, mas ao invés é usado para ligar agregados: produz argamassas quando usado com agregados miúdos, ou concreto, com agregados miúdos e graúdos. É uma das principais commodities mundiais, servindo até mesmo como indicador econômico.

História

Portland fábrica de cimento 1895

No Antigo Egito era utilizada um material feito de gesso calcinado como aglomerante. Entre os gregos e romanos, eram usados solos vulcânicos das proximidades de Pozzuoli ou da ilha de Santorini, que endureciam depois de misturadas com água.

A palavra é originada do latim CAEMENTU, é uma referencia a velha Roma que era construída com pedra natural de rochedos e sentadas com argamassa e aditivos especiais.

Em 1786 o inglês John Smeaton criou uma mistura resistente através da calcinação de calcários argilosos e moles. Esse é o marco da criação do cimento artificial. Em 1818, o francês Vicat obteve resultados semelhantes aos de Smeaton, pela mistura de componentes argilosos e calcários. Tempos depois, em 1824, o construtor inglês Joseph Aspdin queimou conjuntamente pedras calcárias e argila, transformando-as num pó fino. Percebeu que obtinha uma mistura que, após secar, tornava-se tão dura quanto as pedras empregadas nas construções. A mistura não se dissolvia em água e foi patenteada pelo construtor no mesmo ano, com o nome de cimento Portland, que recebeu esse nome por apresentar cor e propriedades de durabilidade e solidez semelhantes às rochas da ilha britânica de Portland.

 

Composição

Cimentos no Brasil Tipo Clínquer + Gesso (%) Escória siderúrgica (%) Material pozolânico (%) Material carbonático (%) Resistências (MPa)
CP I Comum 95-100 0-5 25,32,40
CP I – S Comum 90-94 0 0 6-10 25,32,40
CP II – E Composto 51-94 6-34 0 0-15 25,32,40
CP II – Z Composto 71-94 0 6-14 0-15 25,32,40
CP II – F Composto 75-89 0 0 11-25 25,32,40
CP III Alto-forno 25-65 35-75 0 0-10 25,32,40
CP IV  Pozolânico 45-85 0 15-50 0-10 25,32
CP V – ARI Alta resistência inicial 90-100 0 0 0-10 Maior que 14 MPa a 1 dia de idade
O Cimento é composto de clínquer e de adições que distinguem os diversos tipos existentes, conferindo diferentes propriedades mecânicas e químicas a cada um. As adições também são ou não utilizadas em função de suas distribuições geográficas.
Via: Sabino Moraes Engenharia
Abrir Chat
1
Fale conosco pelo WhastApp!