Desorganização e logística precária: Alguns dos maiores responsáveis por atrasos na construção civil

Início » Desorganização e logística precária: Alguns dos maiores responsáveis por atrasos na construção civil
Desorganização e logística precária: Alguns dos maiores responsáveis por atrasos na construção civil

É infelizmente muito comum que se ouça dizer sobre construções civis atrasadas (ou até mesmo paralisadas, dependendo do caso) – e as razões para isso muitas vezes são mal especificadas. Fica muito difícil que se compreenda, por exemplo, obras que tem orçamento, material e mão de obra, e mesmo assim estão atrasadas ou paradas.

Em uma grande parte das vezes, isso se deve ao fato de que é feito um mal planejamento logístico de obra em questão. Uma situação que ocorre com certa frequência é, por exemplo, não ser determinado o local do canteiro da obra (isto é, onde deve ser depositado o material a ser utilizado naquele serviço) – ou, ainda pior, há aquelas vezes em que esse local é até definido, mas devido à má comunicação e organização da obra em questão isso não é transmitido de forma clara às pessoas que farão a entrega do material, o que também dificulta muito o trabalho e acaba atrasando tudo ainda mais.

Para que se tenha um bom controle de logística e que o planejamento seja profissional e eficiente, é importante que se tenha uma previsão detalhada de curto e médio prazo de como deve ocorrer a organização da obra. E esse planejamento vai muito além simplesmente de definir o canteiro da obra ou de como os insumos a serem aplicados serão recebidos: é importante que sejam definidos de forma meticulosa os equipamentos a serem utilizados (sejam eles de uso manual individual ou máquinas pesadas como escavadeiras hidráulicas, por exemplo), que sejam previstos (e seguidos!) prazos coerentes com o porte da obra, entre diversos outros fatores que influenciarão diretamente no resultado, organização e tempo necessário para que a obra seja realizada da melhor forma possível.

O controle de logística é uma parte fundamental de qualquer obra, seja qual for o seu porte. Que seja construída uma pequena casa ou uma usina hidrelétrica, é sempre necessário que seja feita uma organização metódica de todos os elementos que participarão e serão utilizados no processo em questão.